Boneca Falante Virtual Store

0

ADRIANA BIROLLI A ISABEL DE VIVER A VIDA

Adriana Birolli, atriz curitibana, de 23 anos(25/11/1987), mede 1,63m de altura e pesa 50kg.
Na pele da calculista Isabel em “Viver A Vida”, Adriana Birolli tem irritado meia novela, mas, na visão masculina, sua ousadia chama a atenção por conter um toque de sensualidade. Tanto que a atriz já recusou alguns convites de revistas para mostrar, sem roupa, seus 50 quilos bem distribuídos em 1,63 metros de altura em suas páginas. O segredo da boa forma da morena, como ela mesma conta, é se exercitar com prazer e, de preferência, com a natureza como pano de fundo: “Adoro andar de bicicleta na Lagoa. Amo estar ao ar livre. Faz bem para o corpo e para a mente. Quando tiver mais tempo livre, quero fazer caminhadas e correr um pouco também”.
A atriz diz que administra bem a sua alimentação. Come regularmente ao longo do dia, e em pequenas quantidades, o que lhe permite não abrir mão do que gosta, especialmente dos pratos preparados por dona Rosita, sua mãe: “Como de tudo. Adoro o tradicional arroz com feijão, acompanhado de uma carne branca ou vermelha e uma saladinha. No meu prato não pode faltar a lasanha mista que a minha mãe faz. É uma delícia”.
Ela é a nova aposta de Manoel Carlos - como o autor também é conhecido -, e do diretor da trama, Jayme Monjardim.
“Quando fiquei sabendo, comecei a gritar como uma louca. Fiquei com dor de garganta, mas valeu a pena (risos). Acho que foi a melhor notícia que já tive na minha vida”, contou a atriz que exerce o ofício desde os 8 anos de idade.
A felicidade de Adriana responde pelo nome de Isabel, anti-heroína impulsiva e que não pensa muito na hora de falar. A personagem será filha de Lília Cabral e José Mayer e irmã de Alinne Moraes na trama.
“Ela é do tipo que fala o que pensa, que não mede muito as consequências. Fala o que acha, e é por aí que ela compra as encrencas dela".
Convite
"Tinha um cadastro na Globo, e o produtor de elenco, Luiz Antônio, me chamou para vir fazer a Oficina de Atores. A oficina dura só quatro meses. Mas eles foram renovando, renovando e acabei fazendo por um ano e meio. Depois, pintou o teste para a novela. Luiz me chamou, fiz o teste numa Segunda-Feira e na Quarta ele me ligou para dizer que tinha ficado com o papel."
Caindo a ficha
"Achei muito doido. A hora em que fiquei sabendo comecei a gritar como uma louca. Fiquei com dor de garganta, mas valeu a pena (risos). Acho que foi a melhor notícia que já tive na minha vida."
A escolhida
"Conversei com Jayme Monjardim e ele falou que me escolheu porque eu tinha algo especial que poderia ser usado nesse papel. Não falou o que era, mas disse que eu poderia acrescentar."
Vilã
"É uma delícia. Mas o Maneco não a descreve como vilã. Ele diz que é uma anti-heroína, uma personagem com uma personalidade muito forte. Já fiz várias garotas más no teatro e acho uma delícia. Estou tentando construir a Isabel a partir do que o Manoel Carlos manda para mim nos textos. Teve um dia que ele escreveu que a Isabel era uma personagem antipática e cativante. Ela é do tipo que fala o que pensa, que não mede muito as consequências. Ela fala o que acha e pronto, e é por aí que ela compra as encrencas dela.
Inspiração
Não me inspirei em ninguém especificamente, não. Peguei algumas referências, mas Jayme Monjardim pediu para que eu fizesse uma construção minha. Quero fazer a Isabel da melhor forma possível."
Virando carioca
"Morava em Curitiba e me mudei para Ipanema, no Rio. Como sou atriz desde muito nova, sempre soube que teria que me mudar de lá. Sempre quis vir para o Rio, mas não queria tentar a vida, queria vir com um trabalho, o que acabou acontecendo agora. A cidade tem tudo a ver comigo. O que mais gosto aqui é do calor. O trânsito aqui é meio diferente. Em Curitiba não existe um ônibus parar fora do ponto. Mas, apesar de caótico, ele vai, flui, é uma loucura, mas as pessoas se entendem no trânsito (risos)."
Saudade de casa
"Tenho saudades da minha família, mas a gente se fala sempre. Estou sempre contando as novidades para eles. Lá, morava com meu pai, Ancelmo, minha mãe, Rosita, e meus irmãos, Letícia e Carlito Birolli."
A cena da surra de cinto que Tereza (Lilia Cabral) aplicou em Isabel, em “Viver a Vida”, deu muito trabalho à atriz Adriana Birolli. Para aparecer como se estivesse nua, coberta apenas por uma toalha, ela teve de usar tapa-sexo e um adesivo da cor da pele sobre os seios. E segurou bem a toalha (Tereza a tirou do banho para dar a surra). Mesmo ficando seminua no estúdio, ela disse que não ficou com vergonha de gravar a sequência.
- De forma alguma. Estava protegida - brinca.
Adriana conta que ensaiou com Lilia as marcações da surra e que, depois, a cena foi gravadas duas vezes. Nas ruas, o resultado foi imediato. Adriana conta que no dia seguinte ouvia das pessoas que sua personagem Isabel estava merecendo apanhar da mãe.
- Todo mundo gostou de ver a Isabel apanhando.

A atriz ganhou em 2010, no programa Domingão do Faustão, o prêmio de "Atriz Revelação" no Melhores do Ano 2009, por seu trabalho em Viver a Vida, em que interpretou Isabel, a irmã maldosa de Luciana.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá, deixe sua opinião sobre o assunto do post. Comentários com propagandas e divulgação de blogs será deletado. Obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Layout Desenvolvido por - Reneide Criações - Blog Chica Mimus